Países do ISA, no Qual Brasil Visa Inserção, Contarão Com Fundo de U$1 Trilhão Para Desenvolvimento de 1 Mil GW de Energia Solar Até 2030

u1-trilhao-para-mil-gigawatt-de-energia-solar-ate-2030
Países do ISA, no Qual Brasil Visa Inserção, Contarão Com Fundo de U$1 Trilhão Para Desenvolvimento de 1 Mil GW de Energia Solar Até 2030
5 (100%) 1 vote

No último dia 11 de março, foi realizada na capital Indiana de Nova Deli a Conferência de Fundação da Aliança Solar Internacional (ISA), na qual foi anunciado que 1 trilhão de dólares serão investidos para o desenvolvimento de mil gigawatt da energia solar nos países integrantes.

O anúncio veio do presidente francês Emmanuel Macron, que esteve presente ao evento juntamente com o primeiro ministro da Índia, Narendra Modi, além de presidentes e outras lideranças de 45 países.

Para criar esse fundo de desenvolvimento, a ISA contará com aporte do Banco Mundial, porém muito dos recursos deverão partir de países desenvolvidos pela iniciativa privada, enfatizou Macron, através da transferência da tecnologia e financiamento de projetos para os países mais pobres. 

O governo francês, inclusive, se comprometeu a investir adicionais 700 milhões de Euros, sobre os 300 milhões prometidos inicialmente em 2015, para empréstimos e doações a projetos solares nos países da ISA.

Em seu discurso, Macron urgiu aos líderes presentes que anunciassem esforços concretos para a expansão da tecnologia em seus países, alegando que a aliança visa “resultados concretos”.

Já o primeiro ministro indiano celebrou a ocasião em seu discurso, afirmando ser um dia histórico para ISA e para a energia solar mundial, que teve seu início em novembro de 2015, quando a aliança foi formada pelos dois países na esteira da Cúpula do Clima de Paris (COP 21).

“A presença de líderes de todo o mundo, hoje, é um reflexo do fato que a energia solar é uma solução eficiente e econômica para atender as necessidades energéticas da humanidade”, disse ele.

Ele também mencionou que, do ambicioso plano da Índia para 100 gigawatts de energia solar até 2022, 20 GW deles já foram implantados até o momento.

O Brasil, que já está em processo de inserção na Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA), recentemente teve seu pedido de entrada no ISA enviado ao Congresso Nacional pela Presidência da República, no dia 26 de fevereiro e, caso se concretize, o país poderá obter maior reconhecimento internacional e ainda se beneficiar desse novo fundo.

Fonte de informação: PV Magazine – Site

Analista de Marketing
Redator e Tradutor

Recomendamos para Você: