Energia Solar é Chance de Crescimento No Brasil

energia-solar-no-brasil
Energia Solar é Chance de Crescimento No Brasil
10 (200%) 1 vote

Beneficiado com um sol que brilha forte por quase toda a sua extensão territorial, o Brasil possui amplo potencial para a geração de energia elétrica através da tecnologia fotovoltaica e, embora a capacidade instalada tenha crescido consideravelmente nos últimos anos, o país ainda poderá obter muito desenvolvimento com a expansão desse setor.

Para termos uma noção desse potencial de geração existente, se fossem instaladas placas fotovoltaicas em todas as casas do país, a energia gerada seria suficiente para alimentar todo o consumo residencial da população, não uma, mas 2,3 vezes!

E, ainda que não esteja em todos os telhados, os painéis solares estão se espalhando, e rápido. Nos últimos dois anos, o crescimento da geração distribuída foi de mais de 445%. Hoje, já são mais de 14 mil unidades consumidoras (entre casas, empresas e indústrias) gerando a sua própria energia e reduzindo em até 95% sua conta de luz.

Segundo dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), isso representa mais de R$600 milhões em investimentos privados na tecnologia e serve como uma amostra da legislação bem estruturada do segmento no país, aliada aos preços em queda dos equipamentos e incentivos que tem feito com que mais brasileiros optem pela tão sonhada independência energética.

Na ensolarada região nordeste, a luz do sol também vem sendo usada na geração elétrica, mas através dos milhares de painéis instalados nas usinas solares que se espalham pelas cidades da região.

Estas, embora cresçam de forma mais lenta que os sistemas instalados nos telhados dos consumidores, também estão elevando o potencial instalado da tecnologia no país e, até 2018, deverão agregar 3,3 gigawatts de potência, caso os projetos sejam entregues conforme o previsto.

Todo esse crescimento, contudo, ainda é pouco para um país como o Brasil. Atualmente, o potencial instalado da tecnologia ainda é incipiente, de apenas 282 megawatts, mas, até o final do ano, ele deverá alcançar o seu primeiro gigawatt (marca atingida por menos de 30 países no mundo), atraindo R$4,5 bilhões em investimentos.

Segundo cálculos da Absolar, para cada novo MW instalado, são necessários cerca de 20 a 30 profissionais atuantes. Isso, multiplicado pelo crescimento esperado até o final do ano, irá criar pelo menos 30 mil novas vagas de emprego no país no período. 

Com isso, o setor solar hoje tem sido um imã que atrai profissionais de todos os mercados em busca de melhores chances de emprego e salário, assim como a satisfação pessoal para alguns de atuar com uma tecnologia sustentável.

Para iniciar essa atuação no setor, entretanto, o futuro profissional precisa obter uma capacitação técnica conforme o trabalho que deseja exercer, e para isso pode contar com os milhares de cursos preparatórios que pipocam hoje no mercado.

Mas, é necessário estar sempre atento a procedência e renome da empresa que oferece esses serviços, pois muitos cursos são oferecidos por empresas de qualidade duvidosa e sem os locais e equipamentos necessários para que o profissional aprenda a correta e segura realização do trabalho.

A Blue Sol é uma empresa pioneira do setor solar no Brasil e, há seis anos, atua com a comercialização de cursos em energia solar fotovoltaica que já capacitaram mais de 8 mil profissionais em todo o Brasil.

Acesse o link abaixo e conheça as formas como você pode se preparar para o setor que mais emprega no Brasil atualmente:

trabalhar-com-energia-solar-cta-cursos

Analista de Marketing
Redator e Tradutor

Recomendamos para Você: