Maior Parque Solar do Brasil (Até o Momento) É Inaugurado na Bahia

Maior Parque Solar Em Operação no Brasl
Maior Parque Solar do Brasil (Até o Momento) É Inaugurado na Bahia
5.33 (106.67%) 3 votes

Na última segunda-feira, dia 5 de junho de 2017, a sustentabilidade energética do Brasil deu um grande salto com a inauguração das operações do parque solar Lapa, instalado na cidade de Bom Jesus da Lapa, na Bahia.

O parque solar, de propriedade do grupo italiano Enel e realizado pela sua subsidiária no país, a Enel Green Power Brasil Participações, na verdade é o englobamento de duas usinas, Bom Jesus da Lapa, com 80 MW (megawatts) e Lapa, com 78 MW, totalizando 158 MW de potência.

Em um ano, o parque solar é capaz de gerar 340 GWh (gigawatts-hora) de energia, suficientes para abastecer 166 mil casas nesse período e que, gerada através dessa fonte limpa, evita a emissão de estimados 198 mil toneladas de Gás Carbônico na atmosfera.

Toda essa produção garante ao Lapa o título de maior parque solar em operação no Brasil, resultado de um alto investimento nas tecnologias utilizadas em sua construção, assim como o elevado nível de radiação solar na região, e que torna o Estado baiano o maior comercializador de energia solar do país.

A empresa anunciou que investiu cerca de US$175 milhões na construção e que a entrega do parque solar foi adiantada em dois meses em relação ao prazo estipulado no contrato de fornecimento de energia, firmado no Leilão de Energia de Reserva (LER) de agosto de 2015, e com prazo de fornecimento de 20 anos.

Na ocasião, a empresa também firmou contrato para mais dois parques solares, os quais encontram-se em construção e que são: Horizonte, com 103 MW, na Bahia, e o Nova Olinda, sendo instalado no Piauí e que deve, quando finalizado, ser o maior parque solar do Brasil e da América Latina, com 292 MW de potência.

Além de beneficiar o país inteiro com a produção de energia limpa, a construção do parque solar Lapa também trouxe um desenvolvimento social para as populações das regiões próximas, que contaram com cursos de capacitação para eletricista oferecidos pela empresa e que vão em linha com a abordagem de Criação de Valor Compartilhado (CSV).

Investimento em Parque Solar é Tendência no Brasil

No cenário da geração de energia Solar no Brasil, as usinas, ou parques solares, ainda avançam devagar, quando comparados às instalações de sistemas fotovoltaicos sendo feitas nas casas, empresas e indústrias do país.

Apenas 44 usinas solares estão em operação no Brasil, as quais somam 23.761 kW (quilowatts) de potência fiscalizada, de acordo com o Banco de Informações de Geração da agência, o BIG.

No ranking dos Estados com maior número de parques solares instalados, Amazonas lidera com 14 parques, seguido por São Paulo, com 6 e Minas Gerais em terceiro, com 4. No total, a porcentagem de energia solar vinda desses parques na matriz energética do Brasil é de apenas 0,02%.

No entanto, de acordo com o mesmo banco de dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) mais 37 parques estão em construção no Brasil, além de 74 projetos que já foram contratados e que, em breve, devem sair do papel.

Além disso, outros investimentos estão sendo feitos no país para trazer mais projetos de parques solares. O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), por exemplo, aprovou em maio deste ano seu primeiro financiamento de um projeto de geração solar, que engloba a construção de cinco parques solares.

A um custo de R$529 milhões, o Complexo Solar de Pirapora, como foi batizado, terá capacidade instalada total de 150 MW e podendo chegar a uma potência fotovoltaica instalada de 191 megawatts picos (MWp).

As cinco usinas que compõem o parque solar, Pirapora V, VI, VII, IX e X, funcionarão de forma associada, cada uma gerando 30 MW de potência, e serão construídas no interior do Estado de Minas Gerais, em um espaço de 400 ha próximo ao rio São Francisco.

A geração total poderá atender uma demanda de consumo de quase 190 mil casas e as obras de construção irão empregar, de forma direta e indireta, cerca de 1.381 profissionais.

O projeto financiado pelo banco é uma parceria entre as empresas EDF Energies Nouvelles, e a Canadian Solar, que instalou, ano passado, sua primeira fábrica de módulos no país, em Sorocaba, a qual irá prover, em conjunto com a Flextronics, os 594.750 módulos a serem usados no projeto, cada um com 72 células fotovoltaicas.

A energia que será gerada no Complexo Solar de Pirapora foi contratada no 7º LER, de 28 de agosto de 2015, e a qual tem vigência de suprimento contratual de 20 anos, a partir de agosto de 2017, data prevista para finalizarem as obras, iniciadas em outubro de 2016, e início das operações do complexo.

Analista de Marketing
Redator e Tradutor

Recomendamos para Você: