Módulo Fotovoltaico: Fabricante Chinesa Instalará Fábrica no RN

Módulo Fotovoltaico: Fabricante Chinesa Instalará Fábrica no RN
Módulo Fotovoltaico: Fabricante Chinesa Instalará Fábrica no RN
5 (100%) 5 votes

Mais um grande avanço do mercado de energia solar no Brasil foi anunciado na última quarta-feira, dia 03 de maio, pelo governo do estado do Rio Grande do Norte; a instalação de uma fábrica do grupo chinês Chint Eletrics Co. para a produção de módulo fotovoltaico nacional.

A Chint é a segunda maior fabricante de placas solares do mundo e a unidade brasileira, prevista para entrar em operação até o fim de 2018, terá um valor de investimento milionário, devendo gerar cerca de 1.300 empregos diretos e indiretos.

Essa não é a primeira fábrica de painéis solares a ser instalada no país, no final de 2016, a Canadian Solar, outra gigante do mercado solar global, já havia inaugurado a sua primeira unidade da América Latina na cidade de Sorocaba, estado de São Paulo.

Porém, com o lançamento de mais essa unidade de fabricação de equipamentos fotovoltaicos no país, a cadeia produtiva nacional irá ganhar mais impulso, trazendo mais oferta e concorrência interna, o que irá ajudar para a redução dos custos ao cliente final.

O anúncio da fábrica da Chint foi feito pelo governador do estado do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, que recebeu em seu gabinete a visita dos diretores da companhia, Jackie Xiang e Charles Zang.

Porém, esse investimento vem como resultado de uma negociação sendo feita desde fevereiro deste ano, quando Faria e sua equipe viajaram a China para realizar contato e tentar atrair a vinda do grupo.

Primeiro Contato

O encontro aconteceu no dia 27 de fevereiro, quando a equipe se reuniu com os diretores do grupo na cidade de Xangai e apresentou aos investidores todos os benefícios oferecidos pelo estado para a realização do projeto, como o potencial econômico, opções turísticas e de segurança jurídica.

O efeito da apresentação foi positivo e a equipe conseguiu sair do encontro com um protocolo de intenções assinado para a construção da fábrica de placas solares no estado.

“A nossa missão comercial a China é bem-sucedida e a assinatura deste acordo de cooperação tecnológica e estratégica com a Chint vai gerar emprego e renda em nosso estado e atrair novos investimentos”, disse Faria na ocasião.

O governador do Rio Grande do Norte também aproveitou a visita para conhecer uma das fábricas de placas solares do grupo, localizada próxima a estação de trem da cidade de Hangzhou, a qual tem 40% de sua energia gerada por 150 mil metros dessas placas.

“A Chint é uma das maiores empresas do mundo no setor e atua numa área de forte demanda para o desenvolvimento econômico, como a de energia, e que é básica para as demais atividades econômicas” explicou o governador durante a visita.

Disputa

O estado do Ceará é um dos que mais produzem energia solar no Brasil e seu governo vem buscando investimentos de empresas estrangeiras para o avanço do setor local.

O investimento da Chint Eletrics era muito desejado e uma equipe de empresários e executivos do estado chegou a visitar a empresa na China.

No entanto, quando a comitiva chegou em Xangai, em visita agendada no mês de março, ficaram surpresos em saber do acordo assinado com o estado do Rio Grande do Norte.

O empreendimento

A ser instalada próximo a praia de Pitangui, no município de Extremoz, a fábrica será a primeira unidade da gigante chinesa na América Latina, que já possui investimentos na Índia, Estados Unidos e Alemanha.

De acordo com os dirigentes da empresa, trata-se de um investimento maciço; a fábrica para produção das placas solares irá ocupar uma área de 25 hectares e, somente na primeira fase de implantação, terá um orçamento previsto de R$112 milhões.

Os módulos fotovoltaicos fabricados no país irão atender tanto o mercado nacional, como o da América do Sul, América Central e África. “Faremos todo o esforço para instalar a unidade o mais breve possível aqui no estado, aproveitando esse ambiente economicamente favorável”, disse Jackie Xiang, um de seus diretores.

Solenidade

O fechamento do negócio foi muito celebrado por representantes e dirigentes do estado, presentes na sede da Governadoria em Natal para a solenidade.

Além do governador, estavam presentes os secretários de estado do gabinete civil, Tatiana Mendes Cunha, do Desenvolvimento Econômico, Flávio Azevedo, da Comunicação, Juliska Azevedo, os diretores do Idema, Rondinelli Oliveira, da Potigás, Carlos Alberto Santos, os dirigentes da FIERN, Pedro Terceiro e Vilmar Pereira, os prefeitos de Extremoz, Joaz Oliveira e de Macau, Túlio Lemos

“O nosso Governo trabalha para recuperar a economia, para criar oportunidades de emprego e renda. Hoje iniciamos uma nova etapa para o desenvolvimento do Estado com a confirmação dos investimentos da Chint, que é a segunda maior fabricante de placas fotovoltaicas do mundo e que vai atrair outros investimentos, inclusive no fornecimento de produtos e peças à Chint”, disse Robinson Faria.

Fontes de Informação:  O Povo – Fonte   G1 – Fonte    Portal do Governo do RN – Fonte

Analista de Marketing
Redator e Tradutor

Recomendamos para Você: