O Mercado de Energia Solar em Expansão no Ceará

o-mercado-de-energia-solar-em-expansao-no-ceara-752x440
O Mercado de Energia Solar em Expansão no Ceará
4.8 (96%) 5 votes

Por Leonardo Heffer, para a Blue Sol.

O Ceará vem ganhando espaço no cenário nacional de produção de energia limpa. Também, não é a toa. A localização geográfica, no Nordeste brasileiro, próximo à linha do equador, permite menor oscilação e maior incidência de raios solares, além dos ventos constantes, que podem chegar a 40km/h em determinadas épocas do ano. Isso, somado às oportunidades oferecidas pelo Estado, permitiram o melhor uso das potencialidades para a produção de energia limpa.

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o Ceará é o segundo em produção deste tipo de energia no país, com 20,5 MW (megawatts). Perde apenas para Minas Gerais, que produz 29,5 MW. Em números, a conhecida “Terra do Sol” possui 472 unidades geradoras de energia, sendo que 94% delas são fotovoltaicas, o que mostra a receptividade deste tipo de geração entre os fortalezenses.

O Ceará, ainda, é um dos 23 Estados do país a conceder a isenção da cobrança do ICMS sobre a energia gerada, fato que eleva ainda mais a rentabilidade do sistema e reduz o seu tempo de amortização.

Por essas razões, a micro e minigeração já são uma realidade que, apesar de ainda dar os primeiros passos, mostra uma mudança de comportamento positiva e em expansão, um mercado a se investir. De acordo com a Aneel, são 213 micro e mini geradoras ativas em Fortaleza. A expectativa de crescimento é real, com previsão de aumento de 270 MW de potência instalada nos próximos anos.

“Apesar de não ser uma tecnologia consideravelmente nova no mundo e no país, o consumidor ainda está conhecendo o sistema, testando. A previsão é que nos próximos anos a microgeração distribuída cresça em velocidade acelerada”, afirma Nelson Colaferro, fundador da Blue Sol Energia Solar (empresa de serviços e consultoria no setor solar) e presidente do Conselho de Administração da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR).

Entre as vantagens de se ter uma micro ou mini geradora em casa a que mais se destaca, claro, é o fator economia. As placas solares produzem energia que serve para o consumo próprio e o excedente é repassado à distribuidora local. Esse repasse será revertido pela distribuidora em forma de desconto na conta de energia, que pode chegar a 95% do valor total da conta de luz.

E o melhor é que esse desconto não precisa ser aplicado para a conta de energia onde a mini/micro geradora está instalada. Com as novas modalidades de geração criadas em 2015, o consumidor agora pode dividir a redução com outros locais, desde que a conexão com a rede da distribuidora seja sob o mesmo número de CPF, ou entre diferentes pessoas, mediante a formação de uma cooperativa ou consórcio.

Além destas, existem inúmeras outras vantagens como o tempo de vida útil dos módulos, que é acima de 25 anos e o que permitirá uma economia de energia ao longo de um quarto de século; pouquíssima manutenção nesse tempo e redução dos efeitos do tempo sobre o telhado, em caso de instalação sobre o mesmo – tendo em vista que o sol incidirá antes nas placas (fabricadas para isso) e em menor escala sobre a coberta da casa.

Outra vantagem é a valorização do imóvel – de acordo com a Green Building Council Brasil, Organização Não Governamental que tem o objetivo de fomentar a indústria de construção sustentável, uma residência com o sistema instalado e funcionando, pode valorizar em até 30% o empreendimento.

A Blue Sol chegou em Fortaleza para trazer essa economia e vantagens mais perto dos consumidores da região. Aproveite esta chance e confira o quanto essa tecnologia é capaz de transformar a sua vida:

simulador solar blue sol

Recomendamos para Você: