O Poder Transformador da Energia Solar Residencial

928f713eb9e1ce7687c41083c27a946939b02f24dae906508epimgpsh_fullsize_distr
O Poder Transformador da Energia Solar Residencial
6.33 (126.67%) 3 votes

Um dos países que mais investem em energias renováveis do mundo, a Alemanha atualmente passa por um momento de transição em sua matriz energética. No ano passado, 29% da geração elétrica no país veio de fontes limpas, principalmente a Solar, eólica e biomassa.

No entanto, são os próprios consumidores do país que estão buscando nessas fontes uma forma de adquirir a sua independência energética, combinando os sistemas fotovoltaicos, a melhor forma de geração própria de energia, com uma nova tecnologia despontando no mercado, as baterias de armazenamento.

De acordo com uma fabricante instalada no país, os consumidores podem obter até 75% da energia consumida em suas casas gerada de forma própria e limpa, com o uso combinado entre essas tecnologias. Em países com maior radiação solar, como o Brasil, esse montante gerado pode ser ainda maior.

Um caso de sucesso é o do Markus Grillinger, que conta com o sistema gerador fotovoltaico instalado em sua casa, além de uma dessas baterias. “A bateria armazena a energia que é gerada em nosso telhado, através do painel solar”, diz ele. 

A flexibilidade no horário de uso da energia gerada é outra vantagem do uso combinado das tecnologias, “Mesmo que não usemos a energia gerada durante o dia, sabemos que ela está sendo armazenada para utilização durante à noite”, acrescenta Grillinger.

Muitos modelos desse tipo de baterias residenciais já estão disponíveis no mercado alemão, visto que a forte disseminação dos sistemas fotovoltaicos no país representa um enorme potencial para essas empresas, como a Tesla, que tem exportado em grandes volumes a sua Powerwall.

Essa junção da tecnologia de geração com a tecnologia de armazenamento de energia possui um potencial de transformação incrível ao longo dos anos, tanto na Alemanha como no resto do mundo, com os consumidores se transformando em “mini usinas”, gerando a sua própria energia, evitando assim gastos para os governos dos países com a ampliação e manutenção de suas linhas de transmissão.

“Temos cerca de 1,7 milhão de consumidores na Alemanha gerando a sua própria energia através de sistemas fotovoltaicos instalados em suas casas. Isso representa uma tendência clara na mudança de paradigma, com consumidores se tornando os produtores da própria energia, ou prosumidores” disse Philipp Schroder, porta voz da fabricante de baterias do país.

Schroder então finaliza, “Sendo o próprio produtor da sua eletricidade, porque você deveria pagar por ela? Tudo o que fazemos é ligarmos essas duas tecnologias para que se tornem um sistema mais sustentável e efetivo”.

 

Fonte de Informação: CNBC – Texto original (Inglês)

Analista de Marketing
Redator e Tradutor

Recomendamos para Você: