Puxado pela China, Setor Solar Mundial Crescerá 100GW Este Ano

puxado-pela-china-setor-solar-mundial-crescera-100gw-este-ano
Puxado pela China, Setor Solar Mundial Crescerá 100GW Este Ano
5 (100%) 1 vote

Com preços cada vez mais competitivos ante as outras fontes e com uma disponibilidade maior do que qualquer outra, a energia solar segue sua expansão pelo mundo na medida em que os países continuam sua transição energética rumo as sustentáveis e, neste ano, seu crescimento deverá bater novo recorde.

Segundo o levantamento feito pela Energy Trend, empresa de pesquisa de mercado que cobre os setores elétricos de renováveis, o crescimento da capacidade fotovoltaica mundial este ano deverá ser de 100,4 gigawatts (GW) e, mais uma vez, a China foi a responsável por essa forte expansão da energia solar.

De forma igualmente impressionante, o crescimento da solar no país vem tanto dos projetos de geração centralizada (usinas), como de geração distribuída (sistemas residenciais, comerciais, etc.).

A primeira apresentou uma soma de 39 GW nos três primeiros trimestres de 2017, enquanto a segunda deve fechar o ano com novos 22 GW instalados.

No total, a china deverá chegar ao final de 2017 com 48 GW de nova capacidade instalada de energia solar, quase metade de todo o crescimento mundial no ano, acumulando mais de 125 GW em projetos fotovoltaicos.

O setor solar americano, apesar dos duros golpes que vem sofrendo com o governo do presidente Donald Trump, vem em segundo lugar no ranking e deverá fechar 2017 com 12.5 GW, uma queda de 15% em relação ao passado.

Ex líder mundial, o mercado solar nos EUA tem visto o número de suas instalações diminuírem na medida em que os incentivos para a geração vão sendo cortados.

O Crédito Fiscal de Investimento (Investment Tax Credit ou ITC, em inglês), por exemplo, que hoje possibilita o consumidor a deduzir de seus impostos até 30% do valor investido no sistema, será continuamente reduzido até chegar a 10% em 2022.  

Já a Índia vem apostando forte na tecnologia e deve ultrapassar o Japão este ano, ficando em terceiro lugar e fechando 2017 com aproximados 10 GW de energia solar instalados, enquanto o país nipônico deve contabilizar novos 6,8 GW de energia solar.

Juntos, esses quatro países irão representar 75% de toda a capacidade fotovoltaica instalada este ano no mundo. Em terras tupiniquins, o cenário já é bem mais modesto, com o Brasil encerrando 2017 com o seu primeiro gigawatt instalado, porém com perspectivas melhores para os próximos anos.

Fonte de Informação: PV Magazine – Site (inglês)   EnergyTrend – Site (inglês)

Analista de Marketing
Redator e Tradutor

Recomendamos para Você: