Com 29 de 39 Projetos Ganhos, Fonte Solar Fotovoltaica Mais Uma Vez Desbanca a Concorrência e Sai Vitoriosa de Leilão de Energia

Com 29 de 39 Projetos Ganhos, Fonte Solar Fotovoltaica Mais Uma Vez Desbanca a Concorrência e Sai Vitoriosa de Leilão de Energia
5 (100%) 2 votes

No último dia 04 de abril, a energia solar deu mais uma prova do atual boom em que se encontra no Brasil, com a fotovoltaica novamente apresentando preços competitivos e liderando um novo Leilão de Energia Nova (LEN).

Realizado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), em parceria com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o Ministério de Minas e Energia (MME) e a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o LEN A-4  2018 aconteceu no último dia 04 de abril, em São Paulo.

Competindo contra outras fontes sustentáveis (eólica, hídrica e biomassa), a energia solar repetiu a ótima performance apresentada no último LEN A-4, de 18/12/17, e mais uma vez teve desempenho acima do esperado.

Com preços 62,2% abaixo do teto inicialmente fixado de R$312 o megawatt-hora (MWh), a fotovoltaica venceu a disputa e encerrou o certame com 29 projetos ganhos, de um total de 39 contratados, a um preço médio de R$118,07/MWh.

Este resultado se torna ainda mais surpreendente quando analisamos a concorrência da fonte eólica, que possuía mais projetos pré-selecionados que a solar e teve preço médio de venda mais baixo, de R$67,60/MWh, 73,5% de deságio em relação ao inicial.

Porém a energia dos ventos encerrou o leilão com apenas 4 projetos contratados que somam 114,4 MW, seguida pela fonte hídrica, com 41,7 MW divididos entre 4 projetos de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e Grandes hidrelétricas, e a Biomassa, com 2 termelétricas somando 61,8 MW.

A queda dos custos dos equipamentos, a valorização do Real em relação ao Dólar e a alta competitividade dos empreendimentos foram os motivos apontados para essa ótima performance da fotovoltaica no leilão, segundo a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica).

“O LEN A-4 de 2018 representa um passo estratégico na continuidade de investimentos na fonte solar fotovoltaica, em linha com o planejamento de expansão anunciado em 2017 pelo MME para esta fonte renovável, competitiva, sustentável e de baixas emissões na matriz elétrica brasileira.” declarou Rodrigo Sauaia, presidente executivo da ABSOLAR.

Futuro Mais Solar

Somando R$4,7 bilhões em investimentos privados, os projetos de usinas solares contratadas no certame ficarão localizadas nas regiões Nordeste e Sudeste, dividias por estados/potência em: Ceará (390,0 MW), Piauí (179,9 MW), Minas Gerais (169,9 MW) e Pernambuco (66,9 MW).

Com contratos de comercialização de energia a serem firmados pelo prazo de suprimento de 20 anos, esses projetos deverão estar prontos para começar a injetar sua energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) até o início de 2022.

Esse resultado positivo da solar no LEN A-4 de 2018, entretanto, requer uma atualização do planejamento do governo para a expansão da fonte no país, destaca a ABSOLAR.

“O MME e a EPE estabeleceram um cenário no PDE 2026 no qual desafiaram o setor solar fotovoltaico a reduzir seus preços em aproximadamente 40% até 2023. Cumprimos esta meta, demonstrando na prática o ganho de competitividade da fonte, e ainda antecipamos esta redução de preços em mais de cinco anos, em benefício de toda a sociedade brasileira. Desse modo, cabe ao Governo Federal fazer a sua contrapartida e ampliar os volumes de contratação anual da fonte na nova versão do PDE prevista para este ano, passando de 1 GW para 1,9 GW de contratação anual, conforme as diretrizes do PDE 2026”, detalha Sauaia.

Um novo Leilão de Energia Nova, o LEN A-6, já foi agendado pelo MME para o dia 31 de agosto de 2018, o qual irá contratar projetos de usinas elétricas para suprimento de energia a partir de 2024, porém ainda não foram definidas as fontes que irão concorrer nesse novo certame.

Fonte de Informação:    ABSOLAR – Site        Governo do Estado de SP / Secretaria de Energia e Mineração – Site

 

Analista de Marketing
Redator e Tradutor

Recomendamos para Você: