Energia Solar Fotovoltaica e as Tecnologias Que Salvam Vidas

energia-solar-fotovoltaica-e-as-tecnologias-que-salvam-vidas
Energia Solar Fotovoltaica e as Tecnologias Que Salvam Vidas
5 (100%) 4 votes

Quando analisamos os benefícios que o uso das tecnologias de energia limpa traz à população, um dos mais importantes e as vezes não tão propagado é o seu poder de, realmente, salvar vidas, fato agora comprovado após a divulgação de um estudo realizado nos EUA.

Financiado pelo Departamento de Energia dos EUA e divulgado na revista Nature Energy, o estudo analisou o crescimento no uso das tecnologias Solar e Eólica no país e as consequentes quedas na quantidade de gases poluentes no ar, que ajudaram a prevenir a morte de até 12.700 pessoas entre os anos de 2007 e 2015.

Provenientes da queima de combustíveis fósseis, seja na geração de energia ou no transporte, esses gases tóxicos que respiramos são associados a vários tipos de doenças que acometem milhares de pessoas todos os anos, como câncer, asma, infarto e doenças do coração, diabetes, obesidade e até demência.

Somente no Reino Unido, cerca de 40 mil mortes são causadas por essas doenças no ano, segundo a Faculdade Real de Médicos (Royal College of Physicians). Não à toa, o governo do país já anunciou que pretende banir a comercialização de novos veículos movidos à diesel e outros combustíveis fósseis até o ano de 2040.

Segundo dados do estudo, o nível de dióxido de carbono (CO2) no ar caiu em 20% no período analisado, o de óxido de nitrogênio em 50%, o de dióxido de enxofre (SO) em impressionantes 72%. Já as partículas poluentes, que não se enquadram como gases, caíram em 46%. (o estudo, em inglês, pode ser acessado aqui).

Isso é resultado do crescimento absurdo que as tecnologias Solar e eólica tiveram nos EUA nesse período (e que continuam tendo), partindo de uma capacidade instalada de 10 gigawatts em 2007, para 100 GW em 2015, ou seja, um salto de dez vez.

Porém, essa expansão das fontes limpas não foi a única responsável pela queda nos níveis dessas substâncias. O estudo também apontou que regulamentações governamentais mais rigorosas também desempenharam um papel de importância nesse cenário.

Liderado pelo Dr. Dev Millstein, do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, o estudo constatou ainda que a melhora na qualidade do ar trazida pelo uso das tecnologias Solar e eólica gerou uma economia entre US$29,7 e US$112,8 bilhões em tratamentos médicos.

Fonte de Informação: The Independent – Site (Inglês)   

 

Analista de Marketing
Redator e Tradutor

Recomendamos para Você: