Como Funciona Uma Franquia? Beabá Para Novos Entrantes

como funciona uma franquia
Como Funciona Uma Franquia? Beabá Para Novos Entrantes
3.5 (70%) 2 vote[s]

Como funciona uma franquia? Basicamente o franqueado investe para ter o direito de usar uma marca já conhecida no mercado por um período preestabelecido em contrato. Estão previstos os custos de abertura, equipamentos, marketing, faturamento, lucratividade, taxa de retorno, entre outras informações que vamos contar no artigo!

Antes mesmo de decidir seu ramo de atividade, optar por franquias pode ser o melhor primeiro passo que empreendedores podem dar aqui no Brasil. 

Isso porque o modelo de negócio precisa estar muito bem detalhado para os futuros franqueados.

O que já possibilita menos dificuldades de criação, implantação, divulgação, gestão de custos e fluxo de caixa.

Imagine, abrir seu negócio com a força de venda de uma marca que todos já conhecem? 

A aceitação no mercado já foi garantida, as estratégias para lidar com a concorrência já foram testadas e o potencial de mercado é sempre avaliado. 

Como tudo isso é possível? Pra começar, explicamos como funciona cada tipo de franquia. 

 

Como funciona uma franquia? 

 

Primeiro de tudo é importante entender que a Lei 8.955/94 prevê diferentes tipos de franquia. 

Cada qual com uma relação comercial diferente entre franqueador X franqueado. 

Os principais tipos no Brasil são estes aqui embaixo e, neste caso, dizem respeito à definição da territorialidade de cada unidade 👇

 

As franquias unitárias 

 

De todas, é a mais comum no Brasil. 

É a que mais pode representar o conceito de franquia, nelas o futuro franqueado tem o direito de abrir uma unidade com exclusividade de atuação. 

Mas, a localidade geralmente é definida pela franqueadora com estudo prévio do potencial de mercado da região

 

As franquias múltiplas 

 

Uma franquia neste modelo já está em funcionamento, mas atingiu o seu máximo de de crescimento no seu mercado de atuação.

Imagine o seguinte cenário: você já abriu sua franquia e está no máximo do seu crescimento com aquela unidade, então você decide atender aquela localidade ou região abrindo novas franquias unitárias. 

Você cria uma rede local e aumenta sua clientela, tudo sob controle da franqueadora. 

 

Como funciona uma franquia Master 

 

Nestas condições, o franqueado está limitado a operar em uma determinada região geográfica, mas com direito de criar outras unidades individuais e subfranquias. 

Segundo o Sebrae,  é um modelo muito utilizado nos planos de internacionalização de franquias e em países de grandes dimensões geográficas, como o Brasil. 

Os contratos serão assinados pelo Master Franqueado e ele receberá parte do valor da taxa de franquia e dos royalties cobrados dos franqueados. 

 

As franquias de desenvolvimento de área

 

O franqueado compra o direito de atuação e exploração numa determinada área geográfica.

Nesta área ele tem a liberdade de abrir unidades próprias ou pelo desenvolvimento de parcerias na sua área de atuação. 

Mas, tem um detalhe, quem vai assinar esses contratos de parcerias é a franqueadora. 

Segundo o Sebrae,  é firmado um contrato para o desenvolvimento da área e para cada unidade que ele abrir. 

O desenvolvedor de área também poderá vender unidades em sua região, recebendo parte do valor cobrado a título de taxa de franquia e royalties. 

 

 

Como funcionam as taxas de franquias?

 

Uma informação bastante importante neste ponto é que tudo deve estar detalhado no plano de negócio.

Ou tecnicamente dizendo, na Circular de Oferta de Franquia (COF).

Você vai receber no plano de negócio da sua futura franquia os valores como percentual de lucratividade, a taxa de franquias e os royalties devidos à  franqueadora. 

Resumidamente, a taxa de franquia é o valor que as franqueadoras cobram pela concessão e uso da marca. 

O valor é uma taxa única cobrada no fechamento do contrato que geralmente inclui o direito de uso da marca, o plano de treinamento e toda a aquisição do know how fornecido ao franqueado. 

As taxas têm valores variáveis de acordo com cada marca, segmento e modelo de negócio. 

Para as franquias Blue Sol, por exemplo, no plano de negócio completo de franquias unitárias, a taxa de franquia já está incluída no valor de investimento total. 

O investimento ainda contempla:

  • Custos abertura da empresa
  • Projeto Arquitetônico da Loja
  • Loja
  • Showroom
  • Hardwares, Softwares e periféricos
  • Ferramentas, EPI, EPC
  • Uniformes
  • Veículo
  • Marketing de Inauguração

 

Como funciona o pagamento de royalties de franquia

 

Mais uma vez, atenção! 

As condições podem ser específicas de cada marca e os percentuais variáveis para cada tipo de franquia e modelo de negócio. 

A recomendação padrão é que na COF contenha explicitamente os seguintes pontos e cláusulas: 

  • Balanços financeiros;
  • Valores de taxas;
  • Investimento inicial;
  • Layout;
  • Suporte oferecido pela franqueadora, entre outros.

E quando o assunto é balanço financeiro, todo o faturamento, lucro bruto e líquido, retorno do investimento e as taxas devem ser detalhados. 

Pois bem, royalties, em bom português, podem ser os “direitos de uso” ou os “direitos autorais” pagos periodicamente. 

Juridicamente falando, de acordo com a Lei de Franquia, os royalties no contrato de franquia são definidos como a “remuneração periódica pelo uso do sistema, da marca ou em troca dos serviços efetivamente prestados pelo franqueador ao franqueado”.

Cabe ao franqueador decidir qual maneira realizar a cobrança. 

Existem 3 opções mais praticadas: 

  • Um percentual sobre o faturamento bruto ou líquido da unidade franqueada em cada mês;
  • Pagamento de um valor fixo, independentemente do faturamento ou do resultado da unidade;
  • Valor fixo ou percentual sobre o faturamento. O franqueado vai pagar o maior valor entre eles naquele determinado mês. 

O percentual pode variar muito desde 2% até 15% de royalties mensais. 

Essas duas taxas são as praticadas em todo modelo de franquia. 

Outras 4 taxas são variáveis e podem ou não fazer parte da COF, tudo vai depender do plano estratégico de expansão de cada franqueadora. 

São as taxas de propaganda, de sistema, taxa de serviço e a taxa de renovação. 

Vamos dar um exemplo de um estudo de territorialidade da Blue Sol e mostrar exatamente como são os números que precisam aparecer no plano de negócio para um franquia de energia solar. 

Conteúdo extra: 10 Motivos Práticos Por Que Investir Em Uma Franquia É Mais Rentável

Território de atuação de uma nova franquia solar Blue Sol

 

Com a cidade de inauguração da nova franquia definida, o seu território de atuação também é definido. 

E só você poderá fechar negócios neste território em nome da marca Blue Sol, em outras palavras, é a sua área de exclusividade. 

E não pára por aí. São também analisadas as cidades ao redor. 

As oportunidades de negócios nas cidades próximas também são transferidas para o franqueado.

Quer um exemplo de como funciona uma franquia Blue Sol? 

Normalmente, é criada uma área generosa desse território adjacente para o nosso empreendedor solar receber prospectos interessados em adquirir um sistema de energia de cidades vizinhas. 

Além disso, o franqueado pode sempre prospectar e fechar negócio nas áreas livres.

O potencial de mercado do Brasil inteiro é imenso, inclusive fizemos um artigo inteiro só sobre o crescimento do setor de energia solar! 

Leia aqui: Veja O Salto Dos Investimentos Em Energia Solar Fotovoltaica No Brasil E Como Investir

Plano de negócio de franquia solar em cidades pequenas

 

As informações financeiras que todo empreendedor precisa saber para entender como funciona uma franquia solar, do ponto de vista da projeção de faturamento,  estão neste plano inicial. 

A Blue Sol possui 3 planos que consideram o potencial e perfil de cada cidade e de cada empreendedor. 

Um deles foi especialmente desenvolvido baseado na performance em cidades com até 300 mil habitantes, olha só:

Para cidades até 300 mil habitantes, a versão é a enxuta. 

E o investimento de R$ 100.000,00 

O plano previsto nestas condições é: 

  • Venda total no primeiro ano: R$ 1.520.126,00
  • Receita de Serviço: R$ 307.964,00
  • Retorno do investimento: 21 meses
  • Taxa interna de retorno (média nos 5 anos): 78,50%

E as projeções de vendas da sua futura franquia Blue Sol de energia solar neste modelo são: 

Primeiro ano: R$ 1.520.126,00 milhões;

Segundo ano: R$ 2.289.903,00 milhões;

Terceiro ano: R$ 2.434.416,00 milhões;

Está incluso neste modelo: 

Taxa de Franquia  ✔️

Custos Abertura Empresa ✔️

Escritório ✔️

Hardware, Software e Periféricos ✔️

Ferramentas, EPI, EPC ✔️

Uniformes ✔️

Veículo ✔️

Marketing de Inauguração ✔️

São vários benefícios como treinamento, suporte técnico, materiais de marketing e repasse de leads, etc. 

Todos eles estão mais detalhados neste Conteúdo VIP: Como Abrir Empresa De Energia Solar Com Suporte Em Vendas, MKT, Engenharia e Treinamento

Viu a oportunidade na energia solar? Os olhos brilharam? Somos o setor que cresce mais de 200% ao ano. 

Saiba mais sobre como ser um franqueado da Blue Sol, pioneira em energia solar no Brasil. 

 

franquia de energia solar


O que achou do conteúdo? Deixe suas dúvidas que logo respondemos!