Energia Solar é Limpa? Entenda seu Conceito e Tecnologias

energia solar é limpa? saiba a resposta e como funciona

A energia solar é uma fonte limpa e renovável que oferece diversas vantagens e que pode ser aplicada para duas diferentes finalidades, de acordo com a tecnologia utilizada, sendo: placas fotovoltaicas para geração de energia elétrica em casas, empresas e agronegócios ou coletores solares para aquecimento da água. 

Você sabia que, em apenas 1 segundo, o sol irradia mais energia do que toda a consumida pelo homem desde o seu surgimento na Terra?

Apenas esse fato já seria suficiente para nós considerarmos o uso dessa fonte de energia alternativa.

Mas a energia solar também é limpa, e com ela podemos reduzir o uso de combustíveis fósseis para alcançar a sustentabilidade energética que tanto precisamos.

Sem contar todos os outros benefícios obtidos por quem opta por gerar a própria energia com placas solares.

Um deles é a grande redução na conta de luz e você pode conferir agora mesmo a sua economia através deste simulador on-line gratuito 👇

simulador de energia solar

O Que é Energia Solar?

A energia solar que chega ao nosso planeta, e que nós recebemos como luz e calor, é parte da radiação eletromagnética resultante das fusões nucleares ocorridas no interior do sol.

Com uma massa 332.900 vezes maior que a da Terra, o Sol é composto principalmente por átomos de hidrogênio (74%) e hélio (24%).

A imensa força gravitacional presente em seu núcleo faz com que os átomos desses elementos se choquem a grandes velocidades, causando seguidas fusões nucleares.

Do núcleo do sol, a energia liberada por essas fusões viaja até a sua superfície (fotosfera) e daí se irradia em todas as direções.

Representação da escala de tamanho do Sol e os planetas.

Grande parte da radiação solar que atinge nosso planeta não chega até o solo.

Isso porque a atmosfera terrestre age como um filtro, bloqueando-a em maior ou menor intensidade.

Entre os fatores que interferem na radiação que chega ao solo estão as condições climáticas (como nuvens), a posição da Terra em relação ao sol e até a poluição atmosférica.

Todos os dias, a radiação que recebemos do sol completa um ciclo, indo do zero ao máximo e depois de volta ao mínimo.

Ou seja, do nascer ao pôr do sol.

Tipos de Energia Solar e suas Formas de aproveitamento

As ondas eletromagnéticas da radiação solar que chegam à Terra carregam consigo dois tipos de energia.

A energia visível se propaga na forma de luz, enquanto a energia menor se propaga na forma de calor.

Ambas, luz e calor, são formas de energia solar limpa e podem ser utilizadas para finalidades diferentes.

Da mesma forma, para captar e utilizar cada uma delas é necessário o uso de tecnologias específicas.

Conheça mais sobre cada uma delas abaixo:

Aquecedor Solar Térmico

Sistemas de aquecimento solar já são velhos conhecidos dos brasileiros, com os primeiros modelos aparecendo no país já na década de 70.

Trata-se da captação do calor do sol e sua transferência para o aquecimento da água.

Nas residências, a tecnologia solar térmica é voltada especialmente para suprir o uso de chuveiros elétricos.

Assim, embora possam reduzir uma boa parte da conta no final do mês, a economia não é tão grande como a obtida com sistemas fotovoltaicos.

energia solar é limpa _ sistema de aquecimento solar
Um sistema de aquecimento solar

Outras utilizações para os aquecedores solares são o aquecimento de piscinas e aquecimento de ambientes.

A energia solar térmica é limpa e a sua tecnologia não emite qualquer impacto ao meio ambiente.

Portanto, é uma alternativa sustentável para o uso de sistemas de aquecimento a gás ou a óleo.

Como funciona um aquecedor solar?

A captação do calor é feita pelos chamados coletores solares térmicos.

Sua composição é, geralmente, alumínio ou cobre, pintado de preto para maior absorção da luz e calor. 

Do metal das placas, o calor é transferido para a água que está dentro delas.

Essa água então é transferida ao Boiler, que é um reservatório térmico.

Cada sistema é escolhido de acordo ao consumo de água do imóvel, seja residência, empresa ou propriedade rural.

Depois de analisado o consumo, são calculados o número de coletores e o tamanho do boiler.

Graças ao isolamento térmico, a água no boiler permanecerá aquecida até o momento de sua utilização.

 

Sistema fotovoltaico

A segunda tecnologia para uso de energia solar limpa é a dos sistemas fotovoltaicos.

Capazes de gerar energia elétrica pela conversão da luz do sol, eles podem suprir todo o consumo da sua casa, empresa ou agronegócio.

Afinal, a luz do sol é abundante no Brasil, razão pela qual ela é uma das fontes alternativas de energia que mais crescem no país.

energia solar é limpa _ sistema fotovoltaico
Um painel solar de sistema fotovoltaico conectado à rede

Podemos definir o sistema fotovoltaico como um gerador elétrico movido à luz do sol.

Ou seja, é uma opção sustentável para substituir os geradores elétricos convencionais movidos a gasolina ou diesel.

Como funciona?

O funcionamento começa com as placas solares, tecnicamente conhecidas como placas fotovoltaicas.

Cada placa é composta de dezenas de células fotovoltaicas fabricadas a partir de um material semicondutor.

Através do processo chamado de efeito fotovoltaico, elas convertem a luz do sol em energia elétrica.

De maneira simples, o efeito fotovoltaico consiste na liberação de elétrons de um material semicondutor quando exposto à radiação.

As células solares são fabricadas de forma que esses elétrons são aproveitados para a criação de uma corrente elétrica.

Logo, a potência (quantidade de energia) de cada placa será igual à soma das potências de cada uma das suas células.

A energia gerada pelas placas é feita em corrente contínua e precisa ser convertida em corrente alternada, padrão utilizado em nossa rede elétrica.

Para isso utiliza-se outro importante equipamento dos sistemas fotovoltaicos, o inversor interativo.

Depois de adaptar a corrente, o inversor injeta a energia no quadro geral para que ela seja distribuída e utilizada em todas as tomadas da casa. 

Confira o funcionamento desse sistema no vídeo abaixo:

Regulamentação e os créditos energéticos

Como mostra o vídeo, toda a energia excedente gerada durante o dia é injetada na rede pública da distribuidora.

Segundo as regras do segmento de geração distribuída, todas as distribuidoras do país são obrigadas a compensar o consumidor por essa energia através de créditos energéticos.

Isso é fruto do sistema de compensação de energia elétrica criado pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) em sua Resolução Normativa 482, de 2012. 

Por sua vez, esses créditos são utilizados pelo consumidor para abater a energia consumida da rede em momentos que o seu sistema não consegue suprir o consumo da residência.

Ou seja, em horários de pouca luminosidade ou durante a noite, uma vez que o sistema precisa de luz do sol para gerar energia.

Essa conta de crédito e débito de energia é registrada pela distribuidora na sua conta de luz e, caso sobre créditos, eles continuam válidos por até 5 anos.

Então, uma vez que os créditos podem abater toda a energia consumida da rede, você deixa de pagar pela energia da distribuidora e paga somente pela taxa de disponibilidade da rede, a chamada taxa mínima de luz.

Isso resulta em uma economia de até 95% na conta de luz.

Quer saber quanto custa um sistema de energia solar para você ter energia limpa e economia?

Clique e descubra agora mesmo 👇

O que achou?