Entenda Como Funciona Energia Solar Para Geração Elétrica em Menos de 5 Minutos

Entenda Como Funciona Energia Solar Para Geração Elétrica em Menos de 5 Minutos
5 (100%) 1 vote

A primeira coisa a se compreender é que existem dois tipos de energia solar: a energia solar térmica para aquecimento de água e a energia solar fotovoltaica para geração de energia elétrica.

Muitas pessoas ainda confundem a placa de aquecimento solar, chamada de coletor solar térmico, com as placas fotovoltaicas que captam a luz do sol para conversão em eletricidade.

São estas placas, junto ao inversor solar e outros componentes, que compõem os chamados sistemas fotovoltaicos, tecnologia que ganha espaço nas casas e empresas dos brasileiros desde o final de 2012.

Foi nesse ano que a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) homologou as regras do segmento de geração distribuída através da sua Resolução Normativa Nº 482, onde a pessoa instala e conecta seu gerador solar no poste da distribuidora para fazer a troca da energia com a sua rede.

Desde então o mercado explodiu, crescendo cerca de 300% ao ano e saltando de 3 sistemas em 2012 para mais de 41 mil até outubro de 2018, sendo que mais de 76% deles são projetos de energia solar residencial.

De maneira simples, o conjunto de placas solares para residência, chamado de painel fotovoltaico, capta a luz do sol e a converte em energia elétrica através do chamado efeito fotovoltaico.

Toda quantidade gerada é enviada ao inversor de frequência, que converte essa energia (corrente alternada e contínua) e a distribui pelo quadro de força para ser consumida normalmente nas tomadas.

O sistema funciona com a luz solar, por isso a geração oscila conforme a posição do sol, apresentando maior geração ao meio dia (sol pico) e cessando a produção durante à noite.

Com o sistema de troca de energia existente, o poste da distribuidora funciona tipo a uma bateria, que recebe energia do sistema e fornece nova energia quando necessário.

Esse vai e vem de energia é todo registrado através de um relógio de luz especial, chamado de bidirecional, que é instalado pela distribuidora no momento em que realiza a conexão do sistema a sua rede.

Toda energia que o gerador da pessoa injetou na rede vira créditos energéticos, que ela usa para abater do que consumiu da distribuidora, e o que sobra ainda vale por 5 anos.

Como os sistemas são projetados para gerar toda a energia que uma pessoa, casal ou família consomem, no final esse balanço é sempre positivo e a conta de luz é reduzida em até 95%.

Analista de Marketing
Redator e Tradutor