5 fatores que influenciam no preço final do seu projeto de energia solar

Segundo pesquisa realizada ano passado pelo ibope inteligência, 93% da população quer gerar a própria energia limpa em suas casas.

Entre todas as tecnologias de geração disponíveis, as placas de energia solar lideram invictas o segmento de geração distribuída desde a sua criação, em 2012.

Hoje, mais de 191 mil estabelecimentos no país já produzem sua própria energia pela luz do sol através de painéis solares.

Essa forte popularização puxa a queda dos preços da tecnologia para os consumidores, que ainda contam com dezenas de linhas de financiamento para energia solar.

No entanto, para trazer a economia de até 95% na conta de luz, o sistema deve ser projetado exclusivamente para cada imóvel.

O dimensionamento requer a análise de alguns pontos que influenciam diretamente no preço final do projeto.

Confira abaixo os 5 principais deles:

#1 Consumo elétrico

Um sistema solar deve ser capaz de atender todo o consumo elétrico do imóvel, seja uma casa, empresa, agronegócio ou indústria.

Portanto, quanto mais energia esse imóvel consumir, maior será o tamanho do sistema necessário para suprir essa demanda.

A quantidade de placas solares e demais equipamentos deve ser corretamente calculada para que a potência final do sistema seja suficiente.

Por fim, o tamanho final do sistema também irá determinar a quantidade de mão de obra (instaladores) necessários na instalação.

Tudo isso impacta diretamente no custo final do projeto fotovoltaico.

#2 Radiação Solar Local

Placas solares geram energia a partir da conversão da luz do sol, então sua produção está diretamente associada a quantidade dessa.

Embora seja a fonte alternativa de energia mais abundante no Brasil, a luz solar não se apresenta de forma igual em todas as partes do país.

Assim, quanto mais radiação incidir no local de instalação, maior será a geração do painel, enquanto lugares com menos luz demandam maior número de placas.

#3 Direção e inclinação do Telhado

Outro fator relacionado a quantidade de luz que chega no painel solar é a direção e inclinação do telhado.

A direção ideal para as instalações solares no Brasil, e em todos os países do hemisfério Sul, é o Norte, sendo o oposto em países do hemisfério boreal.

Já o ângulo de inclinação ideal do telhado deve ser o mesmo da latitude onde está localizado o imóvel, ou menor.

Assim, quando necessário, a correção da direção e do ângulo do painel solar é feita através de estruturas de suporte que, em alguns casos, impactam no valor final do sistema.

#4 Sombreamento

As sombras que podem ocorrer sobre o painel solar também são um fator analisado no dimensionamento que influencia o seu tamanho e, consequentemente, o preço final do projeto.

Prédios, árvores, postes e quaisquer outros elementos que possam projetar sombreamento sob as placas devem ser considerados na hora de execução do projeto.

#5 Tipo de telha e estrutura do telhado

Por fim, o último fator que impacta no valor da instalação de energia solar é o tipo de telha e estrutura do telhado que receberá o painel.

Os diferentes tipos de telhados, como metálico, fibrocimento ou cerâmico, demandam diferentes tipos de suporte para placa solar e materiais para sua fixação.

A estrutura de fixação do painel solar, tanto para telhados como para montagem sobre o solo, é um item fundamental da instalação de energia solar.

5 fatores que influenciam no preço final do seu projeto de energia solar
5 (100%) 1 vote[s]