Crescimento do Mercado de Energia Solar no Brasil Favorece Empreendedores

O alto volume de conexões de sistemas de energia solar no Brasil vem trazendo grande lucratividade para os empreendedores que atuam com a venda e instalação de placas solares.

Somente este ano foram mais de 92.000 sistemas instalados, como mostram os dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), um salto de 161% em relação a 2018.

Oferecendo uma redução de até 95% nas contas de luz, a tecnologia fotovoltaica se tornou o desejo dos brasileiros cansados do alto preço da energia no país e sua frequente inflação.

Além disso, as placas também apresentam maior potencial de geração por utilizar a fonte de energia mais abundante no Brasil e lideram invictas o segmento de geração distribuída (GD).

Desde a criação da GD, em 2012, foram R$4,8 bilhões acumulados em investimentos no mercado solar, segundo os dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR).  

Os números atraem cada vez mais empresários interessados em abrir seu próprio negócio de energia solar e pegar carona nesse crescimento.

A maioria deles tem formação superior em áreas técnicas e idade média de 45 anos, de acordo com um levantamento feito pelo SEBRAE sobre o perfil dos empreendedores solares.

Para conseguir se destacar da concorrência e obter resultados mais expressivos, muitos ainda apostam na franquia fotovoltaica, modelo de negócio em alta no mercado.

Um caso de sucesso é o do administrador e empresário José Guilherme, que em 2017 entrou no mercado de energia solar pelo modelo de franchising com uma loja em Alphaville, Barueri-SP.

Foram 18 sistemas vendidos em apenas 4 meses de funcionamento. No final do primeiro ano, o faturamento foi de mais de R$ 8.700.000,00.

Do mesmo modo que o potencial das placas para gerar energia, as oportunidades para quem quer empreender estão espalhadas por todo o país.

Embora as regiões Sudeste e Sul apresentem os maiores mercados da tecnologia, outros estados têm se destacado no crescimento das instalações, como Mato Grosso, Goiás, Bahia e Maranhão.

Assim, cidades como Vitória da Conquista, Rondonópolis e São Luis apresentam carência de empreendedores para impulsionar seus mercados.

O número de empresas de energia solar no Brasil ainda é pouco, mas está crescendo junto com o segmento de geração distribuída.

Com pouco mais de 150 mil sistemas instalados atualmente, espera-se que a geração distribuída atinja 1,35 milhão de brasileiros até 2027, segundo a Empresa de Pesquisa de Energia (EPE).

Crescimento do Mercado de Energia Solar no Brasil Favorece Empreendedores
2.5 (50%) 2 vote[s]