Não É Sonho, Estudo Comprova a Viabilidade de Um Mundo 100% Movido a Energias Renováveis

Não É Sonho, Estudo Comprova a Viabilidade de Um Mundo 100% Movido a Energias Renováveis
1.6 (32.31%) 13 votes

Acadêmicos e pesquisadores em lados opostos do debate em torno da transição energética global continuam a publicar artigos em apoio à sua posição. A mais recente constata que um sistema global de energia 100% renovável não é apenas alcançável, mas viável.

Em setembro do ano passado, o periódico acadêmico Renewable and Sustainable Energy Review publicou o artigo: “O Fardo da prova: Uma revisão abrangente da viabilidade de sistemas renováveis de eletricidade” de autoria de um grupo de cientistas australianos liderados por Benjamin Heard.

O documento questionou a viabilidade de um fornecimento abrangente de energia baseado em fontes renováveis.

Para contrariar esta posição, um grupo de acadêmicos de transição energética global publicaram uma réplica: “Resposta ao‘ Fardo da prova: Uma revisão abrangente da viabilidade de sistemas 100% de energia renovável ’”, que foi publicada no mesmo periódico.

A conclusão: não existem barreiras técnicas nem financeiras fundamentais no caminho para um sistema 100% de energia renovável.

Os cientistas do Instituto de Tecnologia de Karlsruhe (KIT), o Conselho Sul-Africano de Pesquisa Científica e Industrial (CSIR), a Universidade Lappeenranta de Tecnologia, a Universidade de Tecnologia de Delft e a Universidade de Aalborg contribuíram para o estudo.

De acordo com a equipe por trás da resposta, uma revisão e análise de centenas de estudos fornece ampla evidência para combater todos os argumentos levantados no artigo de Heard.

Os argumentos levantados por Heard se referiam às limitações espaciais necessárias para construir parques solares e eólicos, ou os desafios de superar tempos em que não há vento nem sol. Outro argumento foi que as redes de geração de energia renovável tendem a ser tensionadas na medida em que falhas de energia repetitivas são esperadas.

“Embora algumas das questões levantadas pelo artigo de Heard são relevantes, é importante notar que para todas elas existem soluções baseadas em tecnologias atualmente disponíveis ”, escreve o principal autor da refutação, Tim Brown.

Ele lidera um grupo de pesquisa no instituto de automação e informática aplicada do KIT, que modela o projeto do sistema de energia do futuro.

De acordo com a experiência de Brown, ocasiões de uma coincidente falta de vento e sol podem ser compensadas através da importação de energia, energia hidráulica, bio-gás e massa, armazenamento de bateria e outros meios.

Se isso for insuficiente, também é possível transformar a energia eólica e solar em hidrogênio ou gás natural sintético, que pode ser usado como combustível para usinas elétricas – quando necessário.

“Além disso, tais soluções técnicas são financeiramente acessíveis, especialmente considerando o efeito da diminuição dos custos de energia solar e eólica sobre os custos da geração de energia primária”, acrescenta Christian Beyer, da Lappeenranta University of Technology, co-autor da réplica.

“Existem vários mitos intratáveis em torno da impossibilidade de um sistema de energia 100% renovável”, afirma o co-autor Brian Vad Mathiesen, da Universidade de Aalborg, na Dinamarca. “Nosso artigo discute esses mitos, um após o outro, usando os dados científicos mais recentes.”

Mathiesen pede aos cientistas a basearem suas investigações nas questões verdadeiramente importantes. Segundo o pesquisador dinamarquês, eles são: “a modelagem de caminhos de desenvolvimento renovável para eliminar os combustíveis fósseis do sistema energético e, assim, superar os desafios para as questões de clima e saúde”.

Texto original (em inglês): PV Magazine – Site

Recomendamos para Você:

Analista de Marketing
Redator e Tradutor