Projeto de energia Solar brasileiro é finalista em concurso internacional

Projeto de energia Solar brasileiro é finalista em concurso internacional
Projeto de energia Solar brasileiro é finalista em concurso internacional
5 (100%) 2 votes

O projeto de energia solar brasileiro, chamado Solar Ear, é um dos três finalistas do Bright Minds Challenge, concurso internacional que visa premiar as soluções mais inovadoras no uso e armazenamento da energia solar.

O Brasil está se tornando um referencial em energia solar. Graças aos altos investimentos sendo feitos na técnologia fotovoltaico a cada ano, o país caminha para se tornar um dos 20 maiores produtores de energia solar do mundo até 2018.

Agora, um projeto de energia solar brasileiro, o Solar Ear, acaba de se classificar como um dos três finalistas do Bright Minds Challenge (acesse o site oficial aqui, em inglês), desafio global em soluções focadas no uso e armazenamento de energia solar. 

O anúncio foi feito no dia 12 de abril, na cidade de Somerville, no estado americano de Massachusetts. Além do Solar Ear, as outras duas soluções finalistas no concurso são o Cellulike, da Tanzânia e o Inquimae, da Argentina.

Os três projetos foram classificados após uma primeira etapa com 7 outros candidatos, selecionados por voto público. Após apresentarem suas soluções, coube a um júri de especialistas escolherem os finalistas baseado em critérios como impacto social, escala comercial, singularidade, qualidade técnica e de apresentação.

Além do reconhecimento global, o vencedor do Bright Minds Challenge irá receber um pacote de treinamento acompanhado de 500 horas, equivalente a um valor de U$100 mil, nas áreas comercial, técnica e orientação, ajudando a acelerar o processo e trazer a solução vencedora ao mercado o quanto antes possível. A final do concurso e anúncio do vencedor acontecerão em junho deste ano. 

Bright Minds Challenge

Criado pela empresa de ciência global DSM, a qual atua com atividades nas áreas de saúde, nutrição e materiais, o Bright Minds Challenge é baseado na campanha “Science Can Change the World” (A ciência pode salvar o mundo), em reconhecimento ao trabalho feito por cientistas do mundo inteiro para melhorar o mundo em que vivemos.

“O Bright Minds Challenge visa acelerar a transição para a energia renovável e desbloquear o potencial das mentes brilhantes ao redor do mundo. Com essa iniciativa, vamos ajudá-los a levar suas soluções científicas a um próximo nível para beneficiar a sociedade como um todo. Esses três finalistas mostraram que estão prontos a avançar a um próximo estágio e fazer a diferença para transformar a energia solar e o armazenamento de energia em uma fonte de energia possível de ser escolhida”, disse Pieter Wolters, diretor de venturing da Royal DSM e presidente do júri. 

O concurso é uma co-criação da DSM juntamente com a Accenture (NYSE:ACN); Centro Nacional Chinês de Supervisão e Inspeção da Qualidade de Produtos Solares Fotovoltaicos (CPVT); Greentown Labs; Laboratório Nacional de Energia Renovável do Departamento de Energia dos Estados Unidos, Centro de Empreendedorismo Social da Skoll; Universidade de Oxford; Solarcentury; SolarAid e Sungevity.

Juntas, essas empresas estão abraçando o desafio de capturar o poder da ciência na transição para a energia 100% renovável.

“A DSM acredita que a ciência pode mudar o mundo e, por meio das suas empresas, cria soluções para melhorar a vida das pessoas atualmente e para as gerações futuras. Como sabemos que existem muitas mentes brilhantes e ainda desconhecidas em todo o mundo, com grandes ideias e soluções para os principais problemas da humanidade, a DSM quer ajudar a transformar projetos em realidade”, afirma Maurício Adade, presidente da DSM na América Latina.

Solar Ear: O projeto de energia solar brasileiro

Sediada na cidade de São Paulo, a Solar Ear é uma empresa brasileira focada na fabricação de aparelhos auditivos de alta qualidade e que são recarregáveis a energia solar.

De acordo com a própria empresa, seus produtos são feitos por pessoas surdas, para pessoas com deficiência auditiva, facilitando o acesso à educação, trabalho e inclusão na sociedade.

Mais informações podem ser obtidas na página oficial da empresa no Facebook.

Fonte de Informação: Terra – Fonte 

Recomendamos para Você:

Analista de Marketing
Redator e Tradutor