Gigante do Petróleo, Shell Agora Visa Mercado Solar Indiano e Pode Adquirir Empresa de Instalação

Gigante do Petróleo, Shell Agora Visa Mercado Solar Indiano e Pode Adquirir Empresa de Instalação
5 (100%) 2 votes

Embora não confirmado por parte da empresa, a Shell poderia estar interessada em adquirir parte maioritária em empresa de serviços de energia solar na Índia, nova investida da gigante do petróleo em direção as fontes renováveis.

De acordo com um artigo publicado no Livemint, uma das maiores publicações sobre negócios da Índia, a gigante do petróleo irá adquirir uma participação maioritária na empresa de energia solar Fourth Partner Energy, sediada no país.

A Fourth Partner Energy é uma das principais empresas do segmento de geração distribuída de energia da Índia, atuando com a venda e instalação de sistemas fotovoltaicos para casas e empresas e tendo instalado, até à data, mais de 50 Megawatts da tecnologia solar fotovoltaica por mais de 1.400 sistemas espalhados no país, segundo divulgação da própria.

Caso se concretize, essa será a investida inicial da Shell no mercado de energia solar indiano, porém não a primeira no mercado de energia do país.

A empresa é proprietária de um terminal para extração de gás natural na cidade de Hazira, na costa oeste do país, e é também uma das operadoras nos campos de extração de petróleo e gás natural Pana-Mukta-Tapti, através de uma joint venture em parceria com o governo do país.

Agora, visando o mercado emergente de energia verde mais próspero do mundo, a empresa petrolífera foca a sua atenção na energia solar da Índia, que viu sua capacidade fotovoltaica instalada aumentar mais de 12 gigawatts nos últimos três anos.

Um fato que corrobora para a veracidade da notícia são as recentes investidas da Shell em mercados de energia solar pelo mundo.

Em janeiro, por exemplo, ela anunciou a compra de 44% de participação na Silicon Ranch, empresa com foco na construção e operação de usinas solares nos Estados Unidos.

A transação está prevista para acontecer até o final do primeiro trimestre de 2018, com a Shell pagando entre US$ 193 milhões a US$ 217 milhões pela compra.

Fora esse, vários outros anúncios foram feitos nos últimos meses, como o desenvolvimento de um projeto fotovoltaico de 20 MW nos Países Baixos e outro de 250 MW na Austrália, além da aquisição de uma empresa de energia solar independente no Reino Unido, a First Utility, e investimentos na empresa Sunseap, com sede em Cingapura.

Fonte de informação: PV Magazine – Site

Recomendamos para Você:

Analista de Marketing
Redator e Tradutor