Sistema Fotovoltaico: Entenda Agora com Informações Completas

Sistema Fotovoltaico: O Que É, Como Funciona e Preço _ capa blog

Um sistema fotovoltaico é composto pelo painel solar, inversor interativo e demais componentes do kit de energia solar que produzem eletricidade a partir da conversão da luz do sol, podendo atender todo o consumo de uma casa, empresa, agronegócio etc.  Veja os detalhes e custo do seu projeto.

Você sofre com algum dos problemas abaixo?

Se alguma das respostas foi sim, então saiba que a solução para você é um sistema fotovoltaico.

A tecnologia, que cresce vertiginosamente no Brasil desde a criação do segmento de geração distribuída em 2012, já beneficia centenas de milhares de consumidores atualmente.

Neste artigo você confere o essencial sobre os sistemas fotovoltaicos: o que é, como funciona, quais os equipamentos do kit solar e quanto custa um projeto exclusivo para o seu imóvel.

Está curioso para saber o valor? Então acesse o nosso simulador on-line abaixo e descubra agora mesmo:

Clique aqui e simule quanto custa instalar energia solar e gerar sua energia

O que é sistema fotovoltaico?

Podemos definir o sistema fotovoltaico como um gerador elétrico movido a luz do sol.

Formado por um conjunto de equipamentos específicos, o kit de energia solar, ele transforma a radiação diretamente na energia elétrica que alimenta qualquer tipo de imóvel.

Um dos principais equipamentos do sistema é a placa solar ou placa fotovoltaica (tecnicamente conhecido como módulo).

Cada placa contém uma quantidade de células solares, unidade básica de geração da tecnologia e dentro da qual ocorre a transformação da luz em energia.

Gosta de tecnologia e quer conhecer como isso acontece? => Célula Solar Fotovoltaica: O que É e Como Funciona?

Tipos de sistemas fotovoltaicos

Todo sistema fotovoltaico gera energia a partir da luz do sol, mas a forma como eles lidam com essa energia os diferencia em 3 tipos:

Sistema fotovoltaico off grid ou isolado

São os geradores instalados em áreas remotas e sem acesso à rede de distribuição.

Dessa maneira, necessitam de um banco de baterias para o armazenamento da energia solar fotovoltaica gerada durante o dia e que será utilizada à noite.

Sistema fotovoltaico on-grid

On-grid em inglês significa na rede, ou seja, são os geradores ou sistemas fotovoltaicos conectados à rede elétrica.

Aqui, toda a energia excedente que você gerou durante o dia é injetada na rede da distribuidora e transformada em créditos energéticos para você.

Durante a noite, você continua utilizando normalmente a energia que vem da rede elétrica.

Ao final do mês, a distribuidora automaticamente utiliza os créditos gerados para abater o que você consumiu da rede.

Se você adquiriu um sistema para suprir todo o consumo elétrico do seu imóvel, então os créditos gerados serão suficientes para compensar toda a energia que você utilizou da rede.

Nesse caso, você só paga a taxa mínima de luz, podendo assim reduzir em até 95% o valor da sua conta de luz.

Outra vantagem de não pagar pela energia da rede é que você ainda fica imune à inflação energética e as bandeiras tarifárias.

Pelo contrário, quanto mais cara fica a energia da rede, maior é vantagem que você tira do seu sistema.

Veja a razão disso no artigo completo O Retorno do Investimento em Energia Solar

Sistema fotovoltaico híbrido

Um sistema híbrido, então, é a combinação dos sistemas fotovoltaicos isolados e conectados à rede.

Quer dizer que ele funciona em conjunto com a rede elétrica ao mesmo tempo em que faz uso de uma bateria solar.

Sistemas híbridos são a próxima grande onda da tecnologia fotovoltaica pela maior independência da rede que trazem ao consumidor.

No entanto, embora já existam baterias no Brasil para esse tipo de sistema, a sua aplicação ainda esbarra na falta de inversores homologados e regulamentação específica.

O kit do sistema fotovoltaico

Além das placas solares já mencionadas, existem ainda alguns outros importantes equipamentos dos sistemas fotovoltaicos:

Inversor: é considerado o cérebro de um sistema fotovoltaico e responsável por converter a energia das placas para os padrões da nossa rede elétrica.

Existem modelos específicos de inversores para sistemas fotovoltaicos on e off grid, sendo eles os responsáveis por gerenciar, respectivamente, a energia sistema/rede e sistema/baterias.

String-box: é o aparelho que reúne os dispositivos de segurança e proteção do sistema contra surtos e quedas, além do botão liga/desliga do painel.

Controlador de carga: utilizada somente nos sistemas off grid, é o aparelho que gerencia a carga das baterias, seu uso e reposição.

Baterias: de diferentes tipos, elas armazenam a energia gerada pelo painel e invertida pelo inversor.

Como funciona um sistema fotovoltaico?

A menos que você possua uma propriedade em região isolada, o sistema que você precisa é o conectado à rede.

Mais de 99% dos sistemas fotovoltaicos instalados no Brasil são desse tipo.

Com custos mais acessíveis e sua operação ancorada na regulamentação do setor, os sistemas On-Grid se tornaram a solução energética perfeita para os consumidores do país.

Conheça como eles funcionam na rápida animação abaixo:

Regulamentação e os créditos energéticos

Em 17 de abril de 2012, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) promulgou a regulamentação que marcou o início da Geração Distribuída (GD) no Brasil.

A Resolução Normativa 482 reuniu as regras e diretrizes que permitiram aos brasileiros conectarem seus micros e minigeradores à rede e realizarem a troca da energia com a da distribuidora.

O sistema de compensação de energia elétrica foi criado, obrigando distribuidoras de todo o país a ressarcirem os consumidores com créditos energéticos.

Três anos depois, a Aneel revisou as regras da GD com a promulgação da sua Resolução Normativa 687.

Diversas melhorias foram implementadas, dentre as quais se destacam as 3 novas modalidades de geração:

  • Autoconsumo remoto;
  • Geração compartilhada;
  • Geração com múltiplas unidades consumidoras.

Para saber tudo sobre elas, leia o artigo completo Geração de Energia Solar: 3 Formas De Gerar Sua Energia

Sistema fotovoltaico caseiro: fuja dessa ideia!

Um sistema fotovoltaico é um gerador elétrico e, assim como qualquer outro, exige cuidado e segurança na sua instalação.

Mesmo assim, não é difícil encontrar pela internet manuais ou vídeos que ensinam a fabricação caseira de placas solares e outras partes do sistema. 

Mas atenção!

Além do perigo de vida para você e de danos ao seu imóvel, a fabricação caseira também não irá permitir que você conecte o seu sistema à rede.

Isso porque, segundo as regras da GD, somente equipamentos com selo de certificação e projetos assinados por engenheiros podem ser ligados à rede pública.

A forma segura e sem erros para ter o seu sistema de energia fotovoltaica é procurar os serviços de uma empresa de energia solar.

Quer saber o passo a passo para instalar energia solar? Veja no artigo completo Como Gerar Energia Solar: 8 Passos Infalíveis

Quanto custa um sistema de energia solar?

Como são dimensionados para cada consumidor, os sistemas fotovoltaicos não seguem uma tabela de valores fixos.

O consumo elétrico e certas características do seu imóvel é que determinam quantos equipamentos você precisa e o nível de serviço exigido, impactando diretamente no custo final.

Assim, para descobrir o valor do seu sistema é necessário que você solicite o orçamento do seu projeto.

Com base nas informações que você preencher, a empresa irá dimensionar e precificar o seu sistema fotovoltaico completo, incluindo equipamentos e mão de obra.

Clique no botão abaixo para solicitar agora mesmo, de forma gratuita e 100% on-line, o orçamento do seu sistema fotovoltaico 👇

O que achou?