Usina Solar São Pedro, de 67,1 MW, É Inaugurada Em Bom Jesus da lapa, No Estado da Bahia

O que achou?

Foi inaugurada, no último dia 24 de janeiro, a usina solar fotovoltaica São Pedro, localizada na cidade de Bom Jesus da Lapa, estado da Bahia, com capacidade total de 67,1 Megawatts (MW) de energia.

Esse é o primeiro projeto fotovoltaico da empresa Atlas Renewable Energy no Brasil, que teve sua capacidade de geração contratada pelo prazo de 20 anos no leilão de energia realizado pelo governo em 2015.

Iniciada em 2017, a construção da usina empregou 696 trabalhadores diretos vindos de comunidades rurais próximas, as quais ainda ganharam duas creches e programas de desenvolvimento educacional e profissional.

São ao todo 204.100 módulos fotovoltaicos, ocupando uma área equivalente a 138 campos de futebol, e que irão gerar aproximados 150 GWh (gigawatt-hora) de energia por ano.

Segundo os cálculo da empresa, essa quantidade é suficiente para abastecer cerca de 82 mil casas populares e evitar a emissão de 61.125 toneladas de dióxido de carbono ao ano.

O projeto contou com financiamento do Banco do Nordeste (BNB) e garantias bancárias comerciais do BTG Pactual, do Banco ABC Brasil e do Banco Bradesco.

Além do complexo fotovoltaico de São Pedro, a Atlas Renewable Energy possui mais três usinas solares atualmente em construção no Brasil, dois no estado da Bahia, Juazeiro e Sertão Solar, e um no Ceará, Sol do Futuro.

De acordo com o site da empresa, a usina solar fotovoltaica de São Pedro foi construída utilizando módulos fotovoltaicos chineses e brasileiros, estes últimos fabricados em Sorocaba.

Atualmente, o Brasil já conta com mais de 1,97 gigawatts de energia solar gerada de forma centralizada através de usinas fotovoltaicas, instaladas em sua maioria na região Nordeste do país.

Os últimos projetos de usinas solares negociados no país foram contratados em 2018 no leilão de energia nova A-4, quando a fonte garantiu 29 dos 39 projetos fechados, somando um total de 806,7 megawatts de energia que começarão a ser conectados ao sistema nacional apenas em 2022.