Além de Sustentável, É Mais Vantajoso Construir Usinas Elétricas Por Fontes Renováveis, Comprova Estudo

Além de Sustentável, É Mais Vantajoso Construir Usinas Elétricas Por Fontes Renováveis, Comprova Estudo
5 (100%) 1 vote

O relatório da Carbon Tracker (Rastreador de Carbono) publicado na semana passada, destrói um dos argumentos ao qual os defensores dos combustíveis fósseis mais se agarram – a vantagem econômica de queimar carvão.

De acordo com os dados analisados, o aumento dos preços dos combustíveis e a queda no custo da geração por fontes de energia renováveis não só transformaram a energia solar mais barata que o carvão, como também mostra que uma proporção considerável das usinas a carvão estão dando prejuízo.

A empresa de pesquisa afirma que seu relatório é a primeira análise do mundo sobre a lucratividade de 6.685 usinas de carvão em todo o mundo.

O tamanho da amostra representa cerca de 95% de uma capacidade global de geração a carvão de 1.900 GW. A análise também examina 90% – 220 GW – das usinas termoelétricas a carvão em construção.

Ao revisar os dados, os autores do relatório descobriram que cerca de 42% da capacidade global de carvão está operando com margens não lucrativas. Em 2040, segundo o relatório, esse número pode subir para 72%.

Ao calcular as possíveis economias para os principais mercados, o documento diz que a China poderia economizar US$ 389 bilhões ao fechar suas usinas a carvão até 2030, enquanto a União Europeia (UE) poderia salvar US$ 89 bilhões .

A economia potencial nos EUA poderia chegar a US$ 78 bilhões e, na Rússia, esta seria de US$ 20 bilhões.

Segundo os autores do relatório, os governos terão que escolher entre subsidiar o carvão ou aumentar os preços para os clientes. Em muitos mercados, os governos já estão determinando os preços da eletricidade por meio de órgãos reguladores de energia. 

Sebastian Ljungwaldh, analista de energia da Carbon Tracker e co-autor do relatório, disse: “Nossa análise mostra que uma malha elétrica de custo mais baixo sem o carvão deve ser visto como uma inevitabilidade econômica, ao invés de uma limpeza e ecologia verde.”

Globalmente, há pouco mais de 2 TW de capacidade de carvão operacional ou em construção. Em média, a geração de carvão na UE apresenta perda de US$ 10/MWh, enquanto nos Estados Unidos a perda estimada é de US$ 32/MWh, de acordo com o relatório.

O grupo de análise de mercado salientou que a trajetória atual, bem como um cenário ligeiramente acelerado, são insuficientes para suportar a meta de temperatura global inferior a 2° C estabelecida pelo Acordo de Paris.

 

Fonte de Informação: PV Magazine – Site

Recomendamos para Você:

Analista de Marketing
Redator e Tradutor